Vitamina S e a importância do sujar-se

Quando se tem filhos, quando se concebe e permite-se a maternidade, a cabeça feminina, e e isto a ciência já comprovou, ocorre uma transformação no cérebro dessas mulheres. Percebe-se coisas imperceptíveis e admite-se o inadmissível. Quem nunca olhou torto aquela mãe com um filho em crise de choro em mercados? Quem nunca disse que sua filha seria uma princesa, cheia de laços e fitas? Lembro de ver uma propaganda da Avon de décadas atrás em que aparecia uma criança utilizando todas as maquiagens da mãe e disse para avó materna das minhas pequenas “Ai, mas eu nunca vou deixar isso acontecer”. A minha mãe serenamente respondeu “Aposto que tu vais deixar”. Pois é, deixei…Deixei usar minhas maquiagem a ponto detoná-las, deixei riscar as paredes, o sofá, o box do banheiro; deixei comer com a mão, deixei pintar o corpo com tinta, deixe rasgar minhas revistas Consulex, deixei tocar, sujar-se!

wp-image-17038608jpg.jpeg
“Vamo blinca de índio”. Arquivo pessoal. Proibida reprodução.

Se aprender pressupõe manipular, tocar, sentir, ouvir, cheirar, ativação de todos os sentidos, retirar de uma criança quaisquer.destas oportunidades é tolher sua capacidade de compreender formas, cores, texturas, odores. Ninguém aprender qual é o cheiro de camomila se não sentir o.cheiro de camomila, por exemplo.  Se o corpo é um todo sensorial e podemos aprender e apreender com ele, por que limita-lo ao desejo esgoístico de outrem? O próprio nojo, a repulsa também se aprende do mesmo modo. E, agora pergunto: Será que nas escolas as crianças ficam mumificadas sem tocar em nada? Acho que podemos rever nosso posicionamento, não?

Aliás, sujar-se é aquela famosa vitamina S, conhece? Pois é, retirando os recém-nascidos que exigem cuidados, a partir do.momento em.que começam a manipular os objetos a sua volta fica impossível andar com pano e alcool 70% esterelizando tudo, até por que a gente não consegue limpar o.oxigênio, não é? Quanto mais esterelizado um ambiente, o todo que está nele, mas fácil o surgimento de alergias e doenças crônicas.

Hoje, sabe-se inclusive que a diabetes tipo1 pode ser desencadeada por ausência de contato com vírus e bactérias. Nosso sistema imunológico precisa deste contato para se fortalecer.

Por favor, não estou dizendo que infecções intercorrentes em bebês por contato em creches e escolas é a mesma coisa. Bebês muito pequenos, antes de um ano, correm serio risco de morte por contato excessivo – excessivo, veja bem- a algo que não conseguem combater, o que somente irá acontecer a medida em que estiverem crescidos. A gente precisa parar de jogar tudo no mesmo saco!!!

Mas retornando a vitamina S, segundo informação da Sociedade Brasileira de Imunologia: “Dados epidemiológicos de décadas atrás já indicavam que em países mais “limpos” como Suécia, Finlândia e Alemanha, os casos de crianças que desenvolviam mais tarde asma, rinite, alergias e doenças auto-imunes (como Diabetes tipo-1) estava aumentando.”

Ademais, impossível passar em branco, mas nem todas as alergias e doenças crônicas surgem da ausência de contato com patógenos. Muitos decorrem de condições genéticas, epigenéticas e nutrigenéticas – assunto complicado, mas vai dar pé logo, logo por aqui.

Sujar-se faz parte da infância, e é um crime quando a criança é desautorizada, tem limitada sua autonomia e sua oportunidade de aprendizado seja na brincadeira, na alimentação ou no cuidar-se. É prazeroso, é uma diversão, uma brincadeira natural sujar-se. Quem nunca viu uma criança feliz ao brincar em possas de lama? E qual pai, mãe, tios.ou avós não possuem aquela mania excessiva de organização e limpeza?

Para saber mais sobre o contato com patógenos e sua influência sobre a saúde, basta clicar nos links abaixo:

http://www.cell.com/cell/fulltext/S0092-8674(16)30398-1

http://sbi.org.br/microbiota-e-auto-imunidade-nao-tenha-medo-de-sujar-o-bebe/

http://guiadobebe.uol.com.br/se-sujar-faz-bem/

Mano e eu. Década de 90. Proibida a reprodução. Arquivo Pessoal.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s